Monday, May 09, 2016

O BI de 1988 ::: Cocada

Bar do Souto :: Quintino


A conquista do bicampeonato ontem me traz à mente lembranças muito vivas de outro bi, o de 1988. Por diversos motivos.

Em primeiro lugar, foi o único jogo em toda a minha vida em que fui de geral. Explico: naquela noite eu tinha apresentação de seminário na UERJ, onde cursava Psicologia, e eu convidara ninguém menos que representantes do grupo Tortura Nunca mais para exibir um filme (que acabou não acontecendo devido a problemas técnicos) e debater. Em que pese a não-exibição, o debate foi um sucesso e, registre-se, Cecília Coimbra, a então presidenta do TNM fora presa e torturada enquanto estudante de Psicologia. De lá, voei para o Maraca e, após rápida conversa com 2 PMs, eles franquearam-me a entrada. Eu nem sabia pra onde! Quando vi, estava na geral. A tempo de xingar o Renato Gaúcho, ver o Cocada entrar, fazer um golaço, tirar a camisa e ser expulso.

Eterno.

O vídeo é interessantíssimo. Estão ali, do lado do bom time rubro-negro, Bebeto e Renato Gaúcho. Aquele seria campeão com o Vasco no ano seguinte, enquanto que este quase o foi como técnico, muitos anos depois. Estão ali também Zinho e Jorginho, campeões pelo Vasco ontem. As tais das voltas que o mundo dá.

Do lado vascaíno, Acácio, Paulo Roberto, Zé do Carmo, Mazinho, Vivinho, Romário. Um ótimo time, que faria um ótimo brasileiro.

Ah, e o Cocada.

Reparem que o seu gol foi, realmente, fantástico. No meio de quatro jogadores, ele não passou a bola para o Romário. Incrível. Se calhar, entra sem favores na lista dos 10 mais do Vasco de todos os tempo, e não apenas pelas circunstâncias.


Pode-se ler mais sobre a Cecília Coimbra aqui.

No comments: