Wednesday, October 09, 2019

São Paulo : Comoção da minha vida



Havia postagem aqui com muitas fotos de São Paulo, com versos de Mário e o que deles fez Gilberto Mendonça Teles: 'São Paulo comoção de minha vida / como ação de minha vida' e por aí ia. Não achei o diabo da postagem que o buscador do blog está mesmo uma bosta.

Anyway, voltar a São Paulo ao menos uma vez ao ano, o pretexto podendo ser o show da banda da vida, que não virá ao Rio. Assim com Transatlantic, com Steve Wilson, Magma e agora King Crimson, neste show apoteótico.

Não havendo pretexto, we'll always have a Rua Aurora 100, que inda não inventaram endereço mais bonito























Monday, October 07, 2019

Lavar o pé de areia



A honra de ter alguns poemas musicados: Rodrigo Russano, lá pelos idos de 2012, musicou "Legado" (aqui), escrito para o pai e, quatro anos depois, o Pedro Ferreira fez o mesmo com "Os teus cabelos lentamente afago", para o Dante (aqui). 

Em 2017, o mesmo Rodrigo escreveu uma peça para clarineta para acompanhar "Poema para uma tábua de madeira e seus veios" (aqui) e a Giana, a ótima vocalista do Sleepwalker Sun, para não ficar atrás, botou as asinhas de fora e musicou meu soneto inglês, chamando-o de "Constellation of affections" (aqui).

Este ano para o aniversário da Pampinea, sua talentosa irmã Keila escreveu as notas para soneto que tomou por mote "Sujar o pé de areia pra depois lavar na água", do Arnaldo Antunes. Aí é ficar honrado e feliz, de orelha a orelha, pelo talento dessas pessoas.

sujar o pé de areia pra depois lavar na água
arnaldo


sujar o pé de areia pra depois
lavar na água sujar o pé de água
pra depois lavar na areia lavar
o pé de areia pra depois sujar
na água sujar a areia do pé
pra depois lavar na água sujar
o pé de areia pra depois aguar
na lava pisar o sujo de areia
pra depois lavar na água sujar o pé
de água pra depois depor na areia
ser a areia sob teu pé que move ser
a água que te lava pra depois
esculpido em areia renascer
com as águas nascidas em tua (v)(f)oz


Sunday, September 29, 2019

Pois nasceste menina ( Bilhete a Mariana )



Acabei de assistir com meus alunos do 3o ano ao lindo Monsoon Wedding. Primeira vez pra eles, vigésima pra mim, não enjoo, nunca cansarei sobretudo pela música 'Aaj Mera Jee Karda' (aqui).

Tanta coisa pra conversar aqui, dentre elas a condição da mulher, tão bem tematizada. Aí falei um pouco da questão espinhosa do dote, falamos dos abortos cometidos quando se sabe que será menina, das mulheres solteiras, das viúvas. Mencionei também que pelo menos em alguns países do mundo árabe paga-se menos (metade) à parteira se ela traz menina à luz.

Então impossível não lembrar do "Bilhete a Mariana", do poeta amigo Afonso Félix de Sousa, escrito em 1972 por ocasião do nascimento da Mariana, amiga minha durante meu exílio em Chicago.

Então quem recita o poema é o Raul Félix de Sousa, filho do Afonso, irmão da Mariana, amigo meu.

BILHETE A MARIANA

Sabias que entre os árabes
se a mulher engravida
aos pais todos auguram
um varão e não filha?

Que se nasce menina,
o pai já tem por praxe
do que cobra a parteira
não dar mais que a metade?

Pois nasceste menina
contra o augúrio de todos,
e por isso à parteira
eu pagaria em dobro.



PS: Só não entendo por que Afonso usou "pagaria" em vez de "pagarei". Raul tampouco entendeu. Depois reescrevo. Com toda devoção.

Saturday, September 14, 2019

Quadrinha para o Procurador que só Ganha 24 MIL



Ele só ganha 24.000
Toma anti-depressivo, é muito miserê
Leonardo Azeredo é a cara do Brasil
Mas a culpa, claro, é do PT

Monday, September 09, 2019

Haikaizinho de final de agosto


o pai se apavora
a pentelheira do Dante
lentamente aflora

Thursday, August 29, 2019

Will be kids

Lobo Leite-MG
Para este segundo trimestre, desenvolvi com os alunos queridos do 3o Ano um projeto fotográfico. Cada coisa linda: a luta pelos cabelos crespos, Frida, Vasco, invisibilidade, alunos negros, o corpo feminino, o aluno multiinstrumentista, o nascer do sol, família em diversas facetas & todos lindos

Entrei na onda e aqui o meu: (Kids) will be kids, que sempre gostei de fotografá-las, desde a distante exposição Por Dentro e por Fora, Menino, que fiz nos pilotis da PUC-Rio em 1994.

Agora me dei conta: 25 anos. Fique este pequeno apanhado, de viagens recentes, para lembrar

Atotonilco, México

Barra do Piraí-RJ

Bhaktapur, Nepal

Brejo dos Padres-PE

Conceição dos Gatos-BA

Cuzco, Peru

Céu, Marajó-PA

Essaouira, Marrocos
Milho Verde-MG

Morretes-PR

Novo Airão-AM

Oaxaca, México

Parcão-RJ

Praça XV-RJ

Quilombo São José-RJ

Quilombo São José-RJ
Quilombo São José-RJ

Rio Tupana-AM

Rio Tupana-AM

Varanasi, Índia

Vale do Capão-BA

Viscri, Romênia

Viscri, Romênia