Friday, April 07, 2017

O Tucano do Grajaú



Embora sem óculos, percebi que aquele movimento nos galhos da figueira não era de bem-te-vi ou sabiá. Mico seria pouco provável, dada a altura. Pensei macaco, potencialidades tremendas. No átimo em que não nada pensei, vi, olhos míopes, o grande bico curvado, de uma cor que nem o sumo de dez laranjas faria igual. Em seguida outro, eu mesmerizado. 

A gente chama logo de casal quando vê um par assim, mas talvez fossem apenas amigos, duas fêmeas (o que não inviabiliza o casal), dois machos (tampouco), mãe e filho, ou filha, pai e filha, ou filho, embora parecessem do mesmo tamanho, mas isso acontece também entre nós. Quem sabe irmãos. Enfim, as combinações são muitas. Os dois lá, pulando nos galhos, o coração descompassado para vê-los melhor.

Não demorou muito o primeiro alçou voo, leve leve, e foi pousar mais adiante, em outra figueira. Logo depois o outro, que são casal, e parou mais adiante.

Eu já fizera a foto e, como o Thomas do Blow-Up, depois procuro algo em meio a folhagem. Ali.

Isso tudo às 6 da manhã.


No comments: