Saturday, August 25, 2012

Campo di Marte - Reparação de um Erro Histórico




Com a remasterização do disco homonimo do Campo di Marte em 2006, ganhou-se menos em melhoria sonora, óbvio nesses casos, que na reparação de um erro histórico que já durava 33 anos: enfim, pode-se ouvir o disco na sequência que Enrico Rosa o concebera.

Explico: como tantos do progressivo italiano dos anos 70, o álbum do Campo di Marte (1973) é conceitual. Prentendia-se nele falar dos horrores da guerra, para o que o próprio nome da banda e a estupenda ilustração da capa retratando mercenários turcos já colaboravam. Enrico Rosa concebeu um trovador a contar / cantar uma história quando a guerra o interrompia. Para tal, pensou em algo tão simples quanto eficaz: o trovador seria retratado por meio de violão, flautas, harmonias vocais, ao passo que a guerra viria vestida em guitarras elétricas e trompas.

A faixa inicial do disco, portanto, teria que ser a do trovador, uma das introduções mais bonitas de toda a história do prog italiano, na qual estão os elementos citados e ainda, como se não bastasse, mellotron. A casa discográfica, no entanto, achou que seria mais atraente começar o disco com guitarra elétrica e assim, numa medida arbitrária e desrespeitosa, inverteu os lados (!!!), empurrando o que seria a introdução para o lato 2. Estragos monumentais de gravadoras no prog italiano assim, só mesmo o que já acontecera com o Alluminogeni e o que aconteceria ainda com o Celeste.

Ora, se em qualquer disco a ordem das músicas é importante, o que dizer de um álbum conceitual. Direi mesmo que eu nunca dera ao disco o valor merecido por causa do estrago mencionado. Com a reparação, temos uma introdução lindíssima, a ser ouvida de joelhos nesta manhã crocante de agosto.

PS: A remasterização a que aludo não foi a primeira do disco em CD. Ele já saíra em CD pela Vinyl Magic com o mesmo erro abusrdo da bolacha de 73.

2 comments:

Raul Agostino said...

Lembro desse post não escrito mas conversado quando chegou teu álbum, em 2006.

Eric Licen Santos said...

conversamos sobre isso num dos meus aptos anteriores (tive 3), neste mesmo ano que o Raul mencionou (2006). O meu cd tem a ordem errada...