Monday, February 04, 2013

deixa-me que te escreva com atraso



deixa-me que te escreva com atraso
deixa-me que me atrase nas carícias
que à falta de ti deito no papel
deixa-me que te ame por acaso
esquecido de mim de ti de tudo
deixa-me que te ame pelo ocaso
naquela hora aberta em que a vida para
deixa-me que te ame com atrasos
quando chegares ::: deixe-me que escreva
pelo teu corpo o que escrito ficou
em versos espalhados por aí
deixa-me que aprenda o que já sei
deixa-me que eu saiba o que apreender
nasça em tua pele o fim que seguirei






3 comments:

Luiza Machado said...

Essa foto é de algum filme? Ou estava apenas perdida nas pesquisas do google? Se bem que você não é o tipo de pessoa que utiliza o google, right?

Le F. Leal said...

Perfeito!

A VIDA NUMA GOA said...

Olha, Luiza, nada contra o Google Images não, embora eu prefira usar fotos minha.

A foto é do filme "The Pillow Book", do Peter Greenaway.