Sunday, October 31, 2010

Minha vida inteira

Mas a poesia deste momento
inunda minha vida inteira.
Drummond
Antes de o Dante nascer
Ana e eu tudo sabíamos de crianças e sua criação.
E assim andávamos pela praia impositivos:
"Lugar de criança é no quarto dela!", "Criança tem que conhecer os seus limites!"

Hoje, ante Dante,
o escritório é repleto de brinquedos, bola gigante, livrinhos
meus livros roçam ombros com Tashas, Tyrones e trenzinhos
minha sala é estacionamento de carrinhos.

E a poesia deste momento
inunda a minha vida inteira.

7 comments:

Ju said...

que lindo! adorei Evandro!

Josimar said...

lindo!
=)

Giubi-Lee On-Line said...

Lindo, se espalhando como a luz do sol de manhã...

Cris said...

"Vivendo e aprendendo", meu caro! rs

Matheus said...

o professor que adora intertextualidade não poderia terminar uma poesia sem ela

Raquel said...

Amei essa foto! Captar um olhar é uma arte... e ainda acertar a luz... linda! Bjs procês três.

Ps.: "Bill é um pintinho..." Bernardo estava ouvindo (pela milésima vez hj) e acabou dormindo.

Graziela Albuquerque said...

Ah, gente, desisto. Outro favorito? Pode?